Day: 23 de fevereiro de 2018

Prazo para confirmação de pré-aprovados em primeira chamada termina nesta sexta-feira, 23

Termina nesta sexta, 23, o prazo para comprovação das informações dos candidatos pré-aprovados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni). O procedimento deve ser feito na universidade onde o candidato vai estudar, sendo requisito para garantir a vaga.
As informações a serem comprovadas dizem respeito ao cadastro e à renda, tanto do candidato quanto do seu grupo familiar, e à comprovação de residência, entre outros tópicos. Além disso, a instituição de ensino poderá solicitar informações complementares.
O ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em cursos de graduação de instituições privadas de educação superior. Nesta edição, foram ofertadas aproximadamente 243 mil bolsas. Dessas, 113.863 são integrais e 129.124, parciais. As integrais se destinam aos estudantes com renda per capita de até 1,5 salários mínimos. Já as bolsas parciais contemplaram os candidatos que têm renda familiar per capita de até três salários mínimos.
Poderão concorrer à primeira opção de curso aqueles que não foram pré-selecionados nas chamadas regulares ou foram pré-selecionados só na segunda opção de curso, nas situações em que não houve formação de turma.
O processo seletivo é composto por duas chamadas sucessivas. A segunda chamada está prevista para ser divulgada em 2 de março. No mesmo dia, terá início a comprovação de informações da segunda chamada. O prazo se encerra em 9 de março. Em caso de não aprovação, o prazo para manifestar interesse na lista de espera é de 16 a 19 de março.

 

Fonte: IPAE 105 – 02/18

Ministério da Educação reconhece 58 novos cursos de pós-graduação

O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta quarta-feira, 21, duas portarias com homologação de pareceres da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CNE) que reconhecem cursos de pós-graduação stricto sensu aprovados pelo Conselho Técnico-Científico – (CTC) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) em reuniões realizadas em 2016 e 2017. Ao todo, estão homologados 58 novos cursos de pós-graduação.
Nos termos da legislação vigente, somente têm validade nacional os diplomas de mestrado (acadêmico e profissional) e de doutorado reconhecidos pelo Conselho Nacional de Educação/MEC com base na avaliação realizada pela CAPES. Este ato de reconhecimento é reservado aos cursos que obtêm como resultado do processo de avaliação de proposta de curso novo nota igual ou superior a 3, na escala de 1 a 7 adotada para este fim.
Após a avaliação da CAPES, os mestrados e doutorados recomendados passam pela aprovação do CNE e, só após a publicação do ato do ministro da Educação, os mesmo são definidos como reconhecidos. Com o reconhecimento, passam a ter validade nacional e compor o Sistema Nacional de Pós-Graduação.

 

 

(IPAE 097 – 02/18