Day: 8 de agosto de 2018

Disponível para consulta a lista dos pré-selecionados ao P-Fies

Quem se candidatou a uma das 105 mil vagas oferecidas pelo P-Fies para o segundo semestre de 2018 já pode consultar a lista com os nomes dos pré-selecionados, na página do Fies Seleção na internet. O P-Fies é uma das modalidades do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), oferecida para quem tem uma renda mensal familiar de até cinco salários por pessoa.
Os pré-selecionados têm prazo entre esta terça-feira, 7, e segunda-feira, 13, para procurar a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino superior particular da qual faz parte, e complementar as informações com a documentação solicitada.
O P-Fies é o Programa de Financiamento Estudantil responsável pela concessão de financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos, com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação. As condições para concessão do financiamento são definidas entre o agente financeiro operador do crédito (banco), a instituição de ensino superior e o estudante.
O P-Fies opera com recursos dos Fundos Constitucionais e dos Agentes Operadores de Crédito. Podem ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) ofertados pelas instituições de ensino superior participantes do Fies. Também podem participar do programa os cursos que, ainda não avaliados pelo Sinaes, estejam autorizados para funcionamento pelo cadastro do MEC. 

 Fonte: IPAE 041 – 08/08/18

Nomeados novos titulares da Secretaria Executiva e da Seres

O Ministério da Educação tem dois novos secretários. As nomeações de Henrique Sartori de Almeida Prado para a Secretaria Executiva e de Silvio José Cecchi para a Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) foram publicadas no Diário Oficial da União de sexta-feira, 3.
Henrique Sartori é doutor em ciência política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Iesp/UERJ) e mestre em direito e relações internacionais e desenvolvimento pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-Goiás). Foi secretário executivo do Conselho Nacional de Educação (CNE) entre os anos de 2016 e 2017 e, desde março do ano passado, era o titular da Seres.
O novo secretário executivo também é especialista em relações internacionais pela Universidade de Brasília (UnB) e possui graduação em direito pela Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (Uniderp). Professor adjunto da Faculdade de Direito e Relações Internacionais da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), atuou como moderador de seminários internacionais de planejamento estratégico e gestão pública. Foi chefe de gabinete da reitoria da Universidade Federal da Grande Dourados (2015-2016), e é autor de livros e artigos acadêmicos nas áreas de direito e relações internacionais, com foco em temas sobre integração regional, paradiplomacia e fronteira.
De acordo com Sartori, a Secretaria Executiva irá, até o final de 2018, elaborar um relatório de transição para prestar contas das ações promovidas pelo MEC nos dois últimos anos. Ele ainda destacou que irá trabalhar para que as agendas prioritárias da educação avancem até o final do ano. “Vamos estar atentos e disponíveis para assuntos como a modernização das instituições federais de ensino, a revisão do sistema de avaliação, a reta final da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino médio, além de manter a articulação com o Conselho Nacional de Educação (CNE) e com todas as entidades que compõem o MEC”.
Silvio José Cecchi assume a Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, até então comandada por Henrique Sartori. Graduado em biomedicina pelo Centro Universitário Barão de Mauá, Cecchi atuava, desde dezembro de 2016, como diretor de Desenvolvimento da Educação em Saúde da Secretaria de Educação Superior do MEC (Sesu).
Presidente do Conselho Federal de Biomedicina, Silvio Cecchi é pós-graduado em análises clínicas. Ao longo de sua vida profissional, acumulou cargos nas funções de coordenador do curso de biomedicina do Centro Universitário Barão de Mauá; diretor-geral da Faculdade COC; diretor de pós-graduação da Anhanguera Educacional; diretor de Logística das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU-SP) e ex-presidente da Associação Brasileira de Biomedicina (ABBM).
A Seres é a unidade do MEC responsável pela regulação e supervisão de instituições de educação superior, públicas e privadas, pertencentes ao sistema federal de educação superior; cursos superiores de graduação do tipo bacharelado, licenciatura e tecnológico; e de pós-graduação lato sensu, todos na modalidade presencial ou a distância. A secretaria também é responsável pela Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área de Educação (Cebas-Educação).

 

Fonte:IPAE 025 – 08/08/18